Pânico

Está tranquilamente no seu sofá a ver uma série no Netflix. Subitamente, o coração acelera, sente o desconforto dos batimentos cardíacos, um frio incómodo e suado escorre lentamente pelo pescoço. Apesar de ser jovem, comer saudável e praticar desporto, a ideia de que pode estar a ter um ataque cardíaco surge no pensamento. Estes episódios já aconteceram várias vezes e o medo de poder ser algo mais sério adensa-se. A respiração acelera, as mãos tremem e há picadas estranhas nos dedos e nos lábios. – Meu Deus, será que é desta que me fico? Tudo à volta parece estar estranhamente em câmara lenta, parece que é um espectador dentro do seu próprio corpo… Em minutos, está pronto para ir de maca para o hospital mais próximo.

Depois de várias idas às urgências, esperas infinitas, múltiplas análises e electrocardiogramas, alguém dá a entender que o problema é ansiedade. Em vez de se tranquilizar o medo cresce. – Sinto-me tão mal e ninguém percebe o que tenho!

Os ataques de pânico são muito frequentes e podem acontecer num sem número de perturbações psiquiátricas ou até numa pessoa saudável e sem qualquer problema do foro mental. Regra geral, o tratamento é simples, bem tolerado e dá garantias na prevenção das crises.

João Data Franco

No Comments on Pânico

Related Posts

Dúvida patológica

January 21, 2020